Este site usa cookies para melhorar a experiência. Ao navegar no site está a concordar com o seu uso. Saiba mais sobre os Termos de Utilização.

Como lidar com a ansiedade em tempo de mudança

Lidar com o Stress

Como lidar com a ansiedade em tempo de mudança | #fiqueemcasa

Reconhecer que este é um período conturbado para todos é o primeiro passo para combater o stress.


É mais fácil suportar a ansiedade do momento quando pensamos que milhões de outras pessoas partilham dos mesmos medos. A verdade é que não temos controlo sobre o que se passa à nossa volta, mas podemos ter sobre a forma como pensamos e agimos. É o controlo sobre o nosso próprio bem-estar e sobre o bem-estar dos que nos rodeiam que deve ser o foco principal. Cuidar da saúde mental é tão importante quanto proteger a saúde física, em qualquer situação mas, sobretudo, na mudança.

View this post on Instagram

Não é a minha primeira quarentena. A outra aconteceu em 2017 e o vírus foi o do costume: o medo. A ansiedade materializada em fobia social. Se na altura sabia que a decisão certa era tentar sair de casa, desta vez sei que o mais certo é ficar em casa. Mas mesmo em casa, não me posso desleixar. Este bicho não pode ser uma via-rápida para que os monstros antigos regressem. A mudança é o grande argumentista da nossa cabeça. E nesta mudança, cada cabeça fará um filme diferente. Nem todos conseguem escrever um blockbuster bem disposto. O importante é que quem escreve o seu filme em conjunto com a ansiedade, com a depressão, com o que for, não se sinta sozinho. Esta semana a minha cabeça tem feito vários filmes. Alguns, dramas que podiam rodar no Nimas. Volta e meia, a minha obsessivo-compulsividade, o medo de perder o controlo, escreve um sci-fi que me tortura com pensamentos como: isto é mesmo real? Estou só a contar a minha experiência para mostrar que é normal, na mudança, sermos traídos pela nossa cabeça. Mas não lhe podemos pedir o divórcio. Mesmo quando a apanhamos a fazer amor com pensamentos obsessivos. Temos de aprender a viver com o medo, em vez de o obrigar a dormir no sofá. O Covid-19 é visível: tosse, febre, falta de ar. Não tenho muito para dizer sobre isso, sem ser que sigam as recomendações da DGS. A depressão, a ansiedade, a desorientação, são invisíveis. O último post da Associação Nacional de Estudantes de Psicologia (@anepsicologia) tem as palavras certas para ajudar a manter o bem-estar em isolamento. De alguém que fez as pazes com a sua cabeça: a melhor máscara que podemos usar contra a ansiedade e a depressão é manter-nos ativos, mesmo dentro de casa. Não fiquem de pijama de flanela o dia todo. Se antes se vestiam a matar, agora vistam-se para matar o vírus. Mantenham pelo menos um metro de distância social da solidão, com chamadas para de quem gostam.  Lavem bem a hipocondria com água e informação. É mais asséptico ouvir as autoridades de saúde do que um voice no whatsapp. Estamos fechados em casa, mas a saúde mental pode chamar à atenção sem bater à porta. Cuidemos dela, que há um futuro pela janela. Foto: @unsplash

A post shared by Guilherme Geirinhas (@guilherming) on

Em março, a Organização Mundial da Saúde salientou a importância de não se desvalorizar quem sofre com a ansiedade ou com outras doenças psicológicas e psiquiátricas durante o surto da pandemia.

COVID-19 | 3 passos para lidar com a ansiedade

Como lidar com a ansiedade no actual momento? Veja o vídeo e consulte os "3 passos para lidar com a ansiedade" em www.ordemdospsicologos.pt/covid19/documentos_apoio#COVID19 #VaiTudoFicarBem #Psicologia #Ansiedade #Ordemdospsicologos

Publicado por Ordem dos Psicólogos Portugueses em Quinta-feira, 26 de março de 2020

Alguns conselhos para lidar com uma situação de isolamento mantendo o bem-estar

A Associação Nacional de Estudantes de Psicologia partilhou no Instagram uma lista de conselhos para ajudar a lidar com as preocupações consequentes da covid-19. O objetivo é que as pessoas se cuidem, ao mesmo que tempo que permanecem alertas.

  1. É importante saber que é normal sentir-se mais ansioso, desorientado ou frustrado;
  2. Mantenha hábitos de sono saudáveis;
  3. Aproveite o tempo para fazer atividades de que gosta;
  4. Procure manter um contacto regular com família e amigos;
  5. Informe-se apenas através de fontes oficiais e credíveis e defina um horário para consultar as notícias do dia;
  6. Tenha em mente que o isolamento é uma medida de responsabilidade social para todos!
  7. Procure manter a rotina habitual dentro do possível;
  8. Ajude a família e os amigos a gerir a ansiedade.
View this post on Instagram

Uma situação de isolamento pode ser especialmente desafiante. Deixamos-te algumas sugestões que te podem ajudar a manter o teu bem-estar! Não te esqueças que, no caso de teres dúvidas sobre o covid-19, deves consultar fontes credíveis: @dgsaude @sns_pt @fnesaude #ANEP #PeloFuturoDaPsicologia

A post shared by ANEP (@anepsicologia) on

Como lidar com o stress

Uma das primeiras medidas tomadas pela Ordem dos Psicólogos desde o início do surto foi a tradução e a partilha dos materiais de apoio divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre como lidar com o stress no surto de covid-19 e como ajudar as crianças a lidar com o stress no surto de covid-19.

A Ordem dos Psicólogos lançou ainda um guia sobre como lidar com uma situação de isolamento e um guia especialmente dedicado ao cidadão sénior ou familiares. Também não deixou de lado as dificuldades dos pais que precisam de explicar às crianças a importância das medidas de distanciamento social e isolamento, nem os conselhos de autocuidado e bem-estar para os profissionais de saúde durante a pandemia.

COVID-19: Crianças

"Como explicar a uma criança a importância das medidas de distanciamento social e isolamento?" - Veja o vídeo e consulte o documento de apoio em: www.ordemdospsicologos.pt/covid19/documentos_apoio#COVID19 #Crianças #Psicologia #Isolamento #Ordemdospsicologos

Publicado por Ordem dos Psicólogos Portugueses em Domingo, 15 de março de 2020

Cuide da sua saúde mental e cuide também daqueles que o rodeiam, mesmo que à distância. Partilhem estas informações com a família e os amigos. Não deixe que a ansiedade, a preocupação e o medo sejam mais contagiosos do que o vírus!

Desde 1 de abril que está disponível uma Linha de Aconselhamento Psicológico no SNS24. Esta linha de apoio conta com 63 psicólogos, que prestam aconselhamento em duas vias: uma para os profissionais de saúde e outra para a população em geral.


Publicado 14-Abr-2020  /  16:51